top of page

Como dar remédio líquido para meu gato?

Atualizado: 13 de set. de 2023

Continuação da série de conteúdos com dicas para aplicar medicamentos em felinos.


Estão sentindo o cheiro do meu bafinho? Não, não é de xarope de vermífugo sabor atum – eca!! Mil vezes eca!! -, é dos sachês de frango que acabo de devorar, hummm... delícia! E agora que já limpei meus bigodes e estou novamente zen, vamos retomar o delicadíssimo assunto “remédios”. Se você ainda não leu a Parte I, aconselho ler antes dessa, mas se você for teimoso como uma certa humana que eu escravizo, né Miriam? então, dane-se, porque uma gata cheia de sachê não quer briga com ninguém. Pode ler depois.


Vamos lá! Antes de mais nada, escreve aí, Miriam: Não saia do veterinário com dúvidas. Você não precisa impressionar o veterinário fazendo cara de Einstein, fingindo que entendeu tudo o que ele disse e receitou, muito menos deve ter vergonha de perguntar o que quer que seja. Leia a receita na frente dele pra que fique claro o nome do remédio, a dose e a frequência. Esclareça qualquer questão que lhe venha à cabeça e, principalmente, peça pra que ele não apenas lhe mostre, mas lhe ensine como dar remédio, se possível treinando com seu pr￳óprio bichano. Lembre-se que veterinários são seres desprezíveis que torturam seu bigodinho. Ah, não pode escrever isso, Miriam? Então lembre-se apenas que você está pagando e a saúde do seu bigodinho depende de você entender tudo certinho para seguir as orientaçõ￵es e tratamento de forma eficiente. Isso pode, Miriam? Não sabia que rolava censura nesse blog agora...



Xaropes, vermífugos e afins


Administrar remédio líquido exige alguns cuidados, afinal, você não quer afogar seu gato, né? No geral, porém, o passo a passo na hora de medicar é o mesmo tanto para comprimidos como para líquidos. A forma de segurar o gato; de enrolá-lo na toalha, se precisar; de posicionar sua mão para abrir a boca, etc. De jeito nenhum eu vou repetir tudo aqui, Miriam! Eu bem que avisei que era pra ler a Parte I primeiro. Está tudo lá, com vídeos e fotinhos. Tá, vou facilitar, clica aqui pra ler.


Agora que você já leu e entendeu o passo a passo, me resta esclarecer que o que muda com mediação líquida é que você vai posicionar a seringa do lado da boca do seu bigodinho e forçar levemente por ali até conseguir que ele abra um pouco a boca. Pronto, você já pode ir apertando a seringa – não muito rápido para não o afogar nem fazer falsa via - de forma a ir derramando o líquido aos poucos pela lateral da língua, e não sobre ela.


Fazendo dessa forma, o gato vai usar a língua pra tentar se ver livre do líquido e é justamente esse movimento que vai fazê-lo engolir tudo. Além disso, vai sentir menos o sabor e vai espernear menos também. Óbvio que eu sei que essa explicação não basta, então, antes das minhas estupendas dicas importantíssimas, veja esse vídeo, no link a seguir, para entender melhor onde posicionar a seringa: https://www.youtube.com/shorts/brRSJqtNGX4. Aproveite e note que no vídeo o gato não está enrolado em uma toalha nem posicionado contra o corpo de quem administra o remédio, o que faz com que ele consiga caminhar pra trás pra tentar escapar e crie dificuldades pro tutor. Certamente ele também não leu a Parte I da nossa série.


Medicação manipulada


Se você consegue dar remédio em comprimidos ou cápsulas, mas se sente inseguro quando a medicação é líquida, pergunte para o veterinário, esse ser fofo e querido (contém ironia pra Miriam não sair censurando tudo) se você não poderia mandar manipular a mesma medicação, porém em cápsulas.


Mesmo que isso não seja possível, pode ser interessante você mandar manipular a medicação líquida. Ló￳gico que você está pensando que eu estou ditando bobagens aqui, afinal, se já tem remédio líquido, pra que fazer outro líquido? Elementar, meu caro Watson! Acontece que essas medicaçõ￵es de farmácia quase sempre têm cheiro e gosto ruim e que, com certeza, vão fazer seu gato babar e espumar. Quando a babação começa, parte do remédio é posta fora, claro, Miriam! A gente baba pra cuspir tudo fora mesmo! E aí, nem São Chiquinho vai conseguir saber quanto do remédio seu bichano ingeriu e quanto ele jogou fora. Além disso, sei muito bem que você não vai ficar nada feliz com um Papai Noel com barba de espuma de saliva caminhando pela casa e deixando tudo melecado, não é? Pois então! Quando o remédio líquido é manipulado, você pode disfarçar o sabor.


E atenção, atenção para a primeira dica de ouro do dia! Nós, felinos, somos tão superiores que não sentimos sabores doces. Não sabia, Miriam? É por isso que você começa a salivar assim que vê um chocolate e eu faço cara de samambaia. Por que eu estou dizendo isso aqui? Porque quando você mandar manipular algum remédio líquido, em vez de escolher sabor de falso frango, atum fake, carne de faz de conta, escolha um sabor doce. Assim seu gato não vai sentir nenhum gosto, vai espernear menos, não vai babar, sua vida será muito facilitada e você poderá me mandar muito sachês em agradecimento! Ah, não amola, Miriam. Foi uma só uma indireta mínima.



MAIS DICAS


É evidente que tenho várias outras diquinhas! Vai anotando aí.


1. Posição do gato – Seu gato não é um bebê humano, por isso nunca dê nenhum líquido segurando-o de barriga para cima. Essa posição pode facilmente fazer falsa via, que é quando parte do líquido que o gato engole vai parar nos pulmões. Sim, caríssimo, isso pode matar um gato, ou no mínimo você vai acabar tendo que administrar mais remédio, dessa vez para broncopneumonia.


2. Dose certa – Quando passar o líquido da embalagem para a seringa preste atenção para colocar somente a dose receitada. Jamais coloque um volume maior, na ideia “brilhosa” de que você vai conseguir controlar o êmbolo e apertar apenas até o risquinho certo. Esqueça, meu filho! Aceite a voz da experiência, no caso, a minha! Se você colocar um volume maior, eu aposto meus bigodes que ou vai acabar dando remédio a mais ou não vai conseguir dar nada, afinal, seu gato não vai ficar contido, de boca aberta, pacientemente esperando “Olha bem o risquinho aí na seringa, Cleiton, já deu a dose certa? Posso fechar a boca agora?”


3. Separe tudo com antecedência – Seu bichano, por mais praticante de yoga que seja, também não vai ter nenhuma paciência com suas atrapalhações. Então, nada de pegar o gato, depois abrir a embalagem do remédio, aí embrulhar o gato numa toalha, só então lembrar que esqueceu de colocar o remédio na seringa, ok? Deixe tudo por perto e já preparado para que todo o processo seja rápido e o menos estressante possível para você e para o felino doentinho.


4. Reforço positivo – Lembra do texto sobre petiscos? Ah... NÃO! Você não leu esse texto?! Ôh, Miriam! Assume


aqui que eu desisto! Cansei minha beleza! Prometa com a mão sobre o peito que você vai terminar de ler esse texto e vai voar para o texto sobre petiscos. O texto mais importante desse blog! Petiscos são indispensáveis, e se você tivesse lido, já saberia que funcionam sim como reforço positivo quando seu gatinho se comporta bem. Por isso, depois que ele tomar a medicação, e isso vale para comprimidos também, ofereça o petisco que ele mais gosta. Um momento! Vamos mudar essa parte, escreve aí, Miriam: ofereça um sachê inteiro! Afinal, seu bigodinho merece.



 

Tem gente ai do outro lado da telinha se perguntando se eu não vou falar das medicaçõ￵es em gotas, né? Aquelas que costumam ser as mais amargas. Claro que vou, nobres leitores. Minhas informaçõ￵es são sempre completas. Mas a essa altura você já devia estar acostumado com meu grau elevado de esperteza. SIM! Acertou! Esse tema será assunto da parte III. Pode parar de fazer essa cara, Miriam! Eu vi quando você abriu o armário novo da cozinha. Tá abarrotado de sachê lá dentro.


Então, caríssimos, vocês vão me desculpar, mas agora eu vou lá tentar abrir o armário sozinha, já que a Miriam não se mexe, e mais tarde volto aqui arrotando sachê pra ditar a derradeira e ótima parte.


Miau pra vocês!

Miiiiiiriaaaammmm..... tem certeza de que não vai me dar sachê? Já tô esticando a patinha cheia de unhas pra porta do armário novo. Que pena.... uma madeira tão linda, tão sem risquinhos.....

11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page